Se você está feliz com as suas escolhas, está tudo bem

9 julho, 2018
Compartilhe nas redes sociais

Você não precisa se sentir mal por não se encaixar.

Afinal, o que é se encaixar? Seria gostar das músicas que todo mundo gosta, ir aonde todo mundo vai, pensar o que todo mundo pensa? Exercício mental: lembre-se do motivo, do bom motivo, que você tem para ser quem você é, fazer o que você faz. Lembre-se que não tem problema não seguir o fluxo. SEJA seu próprio fluxo.

Você não precisa fingir gostar de estar em tal lugar só porque todo mundo acha incrível. Ou você pode forçar a si mesmo a mover as pernas e ir. Mas, sempre que você fez isso, não deu muito certo, né? Você pode trocar a música do rádio, se ela não te agrada. Ou deixar naquela dupla sertaneja que todo mundo está ouvindo. Também não dá, não é mesmo?

Por mais que a internet mostre o quanto é incrível estar naquela festa, naquele clube, naquele sei lá o que, sua diversão pode ser outra.Você pode tentar. Pode mudar.

Você não tem que virar aquele copo e dar um gole, se o que tem dentro não te agrada. É só afastar com as mãos, responder que não quer. Mesmo que as pessoas te olhem torto, sorria e insista no não.

Não é necessário trocar o seu guarda-roupa só porque alguém disse que não está mais na moda. Não há necessidade de mudar a maquiagem que você gosta, se você se sente bonita com ela do jeito que está. Você não precisa pintar seu cabelo ou deixar de pintar, só porque alguém disse que isso deve ser feito.

É aí o problema: quando você decidir ser quem você é, as pessoas vão falar. O treino é o seguinte: tentar se manter longe desses cochichos o máximo possível. Mas eu já vou logo avisando que talvez você tenha que dar uma corrida deles, tá?

Você não precisa de tudo isso nem de tudo aquilo — nesse meio, entenda-se tudo o que eu não listei acima ou o que se encaixa em suas próprias opções de vida.

O que você precisa eu também não sei dizer e, com certeza, não está nesse texto. Porque só você pode dizer isso a si mesmo.

Se você precisa de uma maratona de Netflix, uma salada super-mega-ultra saudável, um hot-dog regado de mostarda. Se você precisa de uma noite olhando para as estrelas, de um dia na piscina, de uma viagem para dar uma sumida.

Se você faz o que te faz feliz, nada que as outras pessoas digam pode mudar seu curso. Se você está bem com as suas escolhas, tudo está bem.

Só para você não esquecer.

 

Ana Laura Marins

Leave a reply
Dica do Dia: para quem ama livros e quer recebê-los em casa5 atitudes para tornar julho especial
All comments (1)

Leave Your Reply

Sobre mim

Ana Laura Marins

Oie, eu sou a Ana Laura, tenho 15 anos e criei este blog para compartilhar meus sonhos e descobrir o meu lugar no mundo. Gosto de café, dias chuvosos e sorrisos sinceros, além da minha mania incurável de contar histórias.

Translate »