Minha farmácia literária de emergência

23 Dezembro, 2017
Compartilhe nas redes sociais

Ontem eu acabei de ler um livro ma-ra-vi-lho-so da Nina George chamado “A Livraria Mágica de Paris”. O personagem principal, livreiro mais conhecido de Paris Jean Perdu, acabou me dando uma ideia incrível.

O que os livros podem fazer de mais mágico? Eles curam pequenos sentimentos. Sabe aquelas emoções conflitantes e consideradas pequenas demais para serem tratadas medicinalmente? Pois bem, os livros conseguem fazer o papel da cura. Só basta saber o livro correto, a medida e a dosagem.

Deixo aqui registrada a minha Farmácia Literária particular. Medicamentos de ação quase instantânea para coração e espírito, não necessitam de receita e já vêm com os possíveis efeitos colaterais após a leitura.

Se possível, usá-los ao lado de uma xícara de chá quente, chuva e cobertores quentinhos.

Bon Voyage!

  

Orwell, George: 1984

No caso de credulidade patológica e demasiado otimismo. Trata falta de reflexões sobre o futuro e sobre o real e o irreal.

Efeitos colaterais: Pessimismo de curto prazo e o uso constante da frase “é como no 1984” em qualquer conversa sobre atualidades.

Saint-Exupéry, Antoine de: O Pequeno Príncipe

Bem adequado para adultos com crises de identidade e crianças que querem muito ser adultas. Para compreensão da simplicidade e dos sonhos.

Efeitos colaterais: séria obsessão por elefantes dentro de cobras e chapéus.

Niven, Jennifer: Por Lugares Incríveis

Ajuda na compreensão de pensamentos pessimistas e age contra a famosa frase “é drama”.

Efeitos colaterais: vontade incontrolável de sumir e viajar o mundo.

Zafón, Carlos Ruíz: Marina

Para aqueles com coração recém partido e que duvidam do amor.

Efeitos colaterais: lágrimas e a sensação de já ter ido para Barcelona.

Carroll, Lewis: Alice

Trata realismo agudo e o temor do desconhecido.

Efeitos colaterais: Medo de xícaras de chá. Enxergar um sorriso felino em cada lua minguante.

Davis, Brooke: Achados e Perdidos

Em pouco tempo de uso, auxilia na busca por si mesmo e ajuda na prevenção do medo da morte. Recomendado uso extremo para os que questionam a lógica do tempo.

Efeitos colaterais: reflexões a longo prazo sobre envelhecer e fascínio por manequins de lojas de shoppings.

Amado, Jorge: Capitães da Areia

Para os que são incapazes de refletir sobre a sociedade. Age contra a falta de credulidade na mudança. Recomendado em altas doses para os que creem que na violência reside a solução.

Efeitos colaterais: Pensamentos sobre carrosséis e curiosidade por apelidos esquisitos.

George, Nina: A Livraria Mágica de Paris.

Contra tristeza e para tomar coragem em confiar. Para os que buscam aventura e procuram entender mais sobre perdão e auto-cura.

Efeitos colaterais: vontade irrefreável de usar protetores de ouvido e anseio de ter dois gatos para nomear de “Kakfa” e “Lindgren”.

Queria poder registrar aqui todos os livros e sua finalidade para cura, mas esses são os que me recordo no momento e que me ajudaram em diversos sentidos.

Espero que a Farmácia Literária aqui encontrada ajude a dar conforto e paz a quem necessitar. Qualquer dúvida sobre os medicamentos prescritos, me contatar no Instagram @meufazdeconta_ ou em qualquer rede social de mesmo nome.

Beijão!

Ana Laura Marins

Leave a reply
Extraordinário é um desafio para todos nósDesafio ESCREVER FORA DA ASA – Textos vencedores
All comments (3)
  • Helena
    23 Dezembro, 2017 at 17:03

    Adorei.

    Reply
    • Ana Laura Marins
      @Helena
      27 Dezembro, 2017 at 10:49

      Que bom! Fico muitoo feliz :)

      Reply
  • Vilma
    16 Fevereiro, 2018 at 21:43

    Amei a farmácia literária. Vou fazer aqui em casa💆‍♀️

    Reply

Leave Your Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sobre mim

Ana Laura Marins

Oie, eu sou a Ana Laura, tenho 15 anos e criei este blog para compartilhar meus sonhos e descobrir o meu lugar no mundo. Gosto de café, dias chuvosos e sorrisos sinceros, além da minha mania incurável de contar histórias.

Translate »