Mais de seis motivos para te amar

30 Novembro, 2017
Compartilhe nas redes sociais

Eu lembro como se fosse ontem quando eu adotei minha cachorrinha, a coisinha (não tão pequena) mais fofa desse mundo, chamada Duda. Desde 2012, ela foi minha companheira, amiga, meu porto seguro. Nem acredito vão fazer seis anos que ela entrou na minha vida! Acho que ela merece uma homenagem, certo?

Aqui vão (mais de) seis motivos para lembrar como é bom ter você na minha vida.

  • Como você percebe que eu estou triste e tenta me animar me lambendo inteira (temos que conversar sobre isso hahahaha).
  • Como você é fissurada pelas bolinhas e consegue se desligar de tudo (tudo mesmo) só para ficar brincando com elas.
  • O jeito com que você pula de alegria quando eu chego em casa.
  • Como você tenta ser a guardiã da casa expulsando os passarinhos ameaçadores do quintal.
  • Quando você deita no meu pé enquanto estou tocando piano para ouvir a música.
  • Como você pensa que ainda é um filhotinho e cabe muito bem no meu colo, pulando em mim e quase me esmagando.
  • Você ser tão doce a ponto de nunca latir para ninguém.
  • Como você corre na chuva como se estivesse em um parque da Disney, e depois vem se chacoalhar perto de mim e me molhar inteira.
  • Seu fascínio por pão de queijo.
  • Como você sempre faz meu dia ficar melhor.
  • Sua alegria que contagia todo mundo.
  • Ser minha companheira de todas as horas e me entender mais que muito ser humano por aí.
  • Você escavar todo o quintal e acabar com qualquer planta com possibilidade de nascer ali.
  • Ser exatamente como você é, tão perfeita pra mim!

 

Em alguns pontos, parece que eu estou falando de uma pessoa, não é? É que é mais ou menos isso. Fiz uma retrospectiva dos (quase) seis anos passados e percebi que a Duda teve um papel fundamental em todo o meu crescimento. Ela sempre esteve lá  em qualquer situação, para me dar esperança e me lembrar que, às vezes, a gente precisa ver a vida de um jeito mais canino!

OBSERVAÇÃO: As fotos que estão ilustrando este post são os raros momentos em que consegui pegar a Duda parada e capturar o momento. Todas as outras fotos estão borradas por conta da energia e da incapacidade da minha cachorrinha de ficar quieta por alguns segundos. Acho que ela é meio parecida comigo hahaha.

Um beijo e até o próximo post!

 

 

Ana Laura Marins

Leave a reply
Beija-FlorEscrever é voar fora da asa – Desafio

Leave Your Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sobre mim

Ana Laura Marins

Oie, eu sou a Ana Laura, tenho 15 anos e criei este blog para compartilhar meus sonhos e descobrir o meu lugar no mundo. Gosto de café, dias chuvosos e sorrisos sinceros, além da minha mania incurável de contar histórias.

Translate »